Rede Global de BoP

Click here to edit subtitle

2015 BoP Global Network Summit
Entrepreneurship from the Bottom Up


Innovation ecosystems, new business models, scaling enterprises, innovative financial instruments and role of the Corporation, Government, and other stakeholders in bringing new opportunities to the worlds’ poorest populations, including those in the developed world, were among the main topics of the second international BoP Global Network Summit. The event took place in Burlington, Vermont on July 16th and 17th with the aim to expand business opportunities from traditional and increasingly competitive markets to promote inclusive business from the bottom up. Key sponsors included Novelis, PepsiCo, Novo Nordisk, CEMEX, Interface, Ben & Jerry’s and Facebook.

The Summit was organized by Enterprise for a sustainable World (ESW) and the University of Vermont, in collaboration with the BoP Global Network Labs and several key  partners who shared learnings from real-life BoP business initiatives being implemented by entrepreneurs and corporate innovators on the ground.

The Summit brought together 200 participants from more than 30 countries including academics, students, international and local NGOs, entrepreneurs, corporate leaders, national governments, international aid agencies, impact investors, multilateral organizations, and development advisory services.

The Summit enabled participants to share experiences, explore emerging BoP opportunities, delve deeper into key challenges through focused workshops and working groups, and learn from top academics and practitioners in the field.  The Summit also brought together the BoP Global Network Lab leaders (present in more than 25 countries across the world) along with experts such as Stuart Hart, Ted London, Steven Kotler, Iqbal Quadir, Anil Gupta among others.

The Summit was designed to be interactive and action oriented, geared to create an action agenda that will be presented in the Summit Report in the following weeks. To achieve this objective, the Summit was designed to include provoking plenaries to challenge and stimulate creative thinking, followed by breakout sessions geared toward building networks, action agendas and new initiatives.  Program Guide.

The three main topics of the plenaries included: Where the Disruptive Technologies for BoP Innovations would come from, How BoP Business Logic Could be Applied on the BoP in the Developed World and The Challenges and Opportunities of System Thinking for BoP Sustainability.

The breakout sessions were divided into three key work areas:

1. BoP Labs Sessions: The global labs shared their key expertise and experience in BoP Research, Strategy Development, Business Model Implementation and Training,

2. Challenges Sessions:  Five key challenges including financing the ”Donut Hole”, scaling enterprises, role of the Government , role of the Corporation, and measuring impact at the BoP were discussed in these working groups.

3. Domain Sessions:  This set of working groups explored breaking silos and creating ecosystems in Food & Agriculture, Sustainable Materials, New Mobility, BoP Finance, Affordable Healthcare, Affordable Housing, Digital ICT and Distributed Energy at the BoP.

Stay tuned for the detailed Summit report on the BoP Global Network website in the following weeks. To receive a link to the Summit Report and further information on our global activities visit us here.

The BoP Global Network Team  

Fórum da Rede Global 2013


Palestrantes

Reduzindo a pobreza atraves de Negócios Inclusivos e Sustentáveis são tema do Primeiro Fórum da Rede Global de BoP



Novos modelos de negócios, novos produtos, ecossistema de inovação, sustentabilidade, educação financeira e ações fortalecendo novas oportunidades para as populações mais pobres do mundo. Estes foram alguns dos principais temas do primeiro Fórum da Rede Global de BoP. 


O evento mobilizou empresários, agentes do terceiro setor, líderes dos Laboratórios de Base da Pirâmide, estudantes, acadêmicos, empreendedores, jornalistas, representantes comunitários e governamentais nos dias 7 e 8 de novembro, na sede da Natura, em Cajamar, São Paulo.


Co-criador do inovador conceito de negócios na Base da Pirâmide (BoP), o economista Stuart Hart foi um dos destaques do Fórum. Professor emérito da Universidade de Cornell, e presidente da Enterprise for a Sustainable World (ESW), em Ann Arbor, nos Estados Unidos, ele ressaltou que as empresas devem voltar seus esforços para a incubação de projetos que integrem toda a comunidade, movimentem a economia e sejam sustentáveis. “Para que essas ações se concretizem, serão necessárias novas tecnologias, novas estratégias, novos modelos de negócios. Tudo novo!”, completou Stuart Hart.


Além disso, diversos líderes de iniciativas em BoP apresentaram cases e responderam às dúvidas e sugestões dos participantes sobre seus projetos. O indiano Sagun Saxena, diretor da CleanStar Ventures, detalhou o modelo de negócio NDZiLO, que envolve inovadores fogões limpos, produção de combustível para cozinha, métodos de agricultura sustentável e silvicultura, todos gerando um ecossistema sustentável e inclusivo em Maputo, Moçambique. Como resultado dessas inovações, a cadeia de valor do carvão vegetal foi substituída com o uso de tecnologia limpa, melhorando a qualidade de vida e gerando uma nova fonte de renda para a comunidade local. O empreendimento ruma para o atendimento de 20% das famílias de Maputo em 2014.

Para Ted London, a atual marca de 7 bilhões de pessoas no mundo e o constante crescimento populacional que caminha para os 9 ou 10 bilhões em 2050 são grandes entraves à redução da pobreza. Entretanto, as empresas que desenvolvem iniciativas inclusivas em BoP têm um papel importante na elucidação desses problemas. “Estamos caminhando aos poucos. Hoje, as pessoas começam a observar que os negócios podem ser parte da solução”, destaca o pesquisador do William Davidson Institute e professor da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos.

Stuart Hart encerrou o evento ressaltando, junto às dezenas de líderes de laboratórios de BoP presentes ao encontro – procedentes de países como Dinamarca, Finlândia, Japão, China, Índia, Colômbia, Filipinas, Itália, Alemanha e África do Sul, além do Brasil – a necessidade de as empresas atuarem sempre de maneira engajada com o tripé da sustentabilidade, que engloba meio ambiente, sociedade e economia.


A Rede Global de BoP, em colaboração com líderes de 16 dos 18 laboratórios globais de aprendizagem na base da pirâmide, co-criaram com os lideres dos laboratórios globais, o relatório “Raising the Base of the Pyramid”, disponível neste momento somente em Inglês em: http://www.bopglobalnetwork.org/labnetwork_web.pdf


Sobre a Rede Global de BoP

A Rede Global de BoP foi criada em 2000 para reunir líderes mundiais, com a finalidade de compartilhar conhecimentos e divulgar informações sobre a teoria e a prática de negócios sustentáveis na base da pirâmide econômica.


O primeiro laboratório de aprendizagem em  BoP foi desenvolvido pelo acadêmico Stuart Hart, na Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos. Desde então, 18 centros de inovação discutem e propõem, ao redor do mundo, soluções para a diminuição nas desigualdades sociais e degradação ambiental. No Brasil, o primeiro Laboratório de BoP fica no Centro de Excelência em Varejo da Fundação Getúlio Vargas (FGV-EAESP), na capital paulista.

 

Para mais informações sobre a Rede Global de BoP e sobre como se engajar, acesse: [email protected]  ou contate [email protected]



Tradução para português em breve.

Próximos eventos